07 fevereiro, 2011

wait for you 1000 days and 1000 nights *

estava sentada á espera, esperei dias, esperei por ti e pelo que prometeste. desconsolada dava por mim a tentar perceber o porquê de nunca mais chegares.
eu esperei tanto que já o tempo se tinha cançado de esperar comigo; o tempo desapacientado continuou e deixou-me ainda mais sozinha. pensava que ficava lá para sempre á procura de algo que nunca mais vinha, mas o sempre já não existía, os segundos não se passavam e só havias tu. engolida na abstracção de perseguir o inexistente, absorvi-me do mundo.. porque sim, eu continuava á tua espera até quando já tinha percebido que não vinhas. eu desesperava.
um dia, já desses há mais que contados, o tempo veio para buscar, deu-me dessas chapadas bem dadas e fez-me acordar, fez-me correr e levantar. fui embora, saí. não havía reacção possível ou desejo concretizável, isto - tinha de que ser feito.
e agora? será que sempre vieste?

(a foto fui eu que tirei, agradecía-se que não copiassem)

6 comentários:

- disse...

Gostei :) vou seguir *

filipa . disse...

obrigada, tb gostei do teu, mas não dá para comentar :)

- disse...

é horrivel, consome-nos completamente todos os dias. e nunca sabemos como lidar com a distância, a saudades e todos os sentimentos negativos que temos dentro de nós. todos os dias parecem iguais, vazios, tristes. só nos resta erguer a cabeça e esperar por um amanhã melhor. força *

- disse...

Dói, mas acho que acabamos por nos habituar. e tens razão, se realmente formos destinados a ficar juntos, ele acaba por voltar :)

- disse...

Já lá vão 6 meses, e pelo que sei ele está muito bem. Não o vejo há 5 meses, mas de vez em quando tenho noticias dele, ainda que não as queira. Não me acredito que ele se lembre sequer que existo.

- disse...

e também eram namorados ?

acredita que um dia eles acabam por nos bater à porta :)