09 dezembro, 2010

fase I - paixão

é só deixarmo-nos tropeçar nele para o sol brilhar todo o dia, todos os dias e haver lua cheia toda a noite, todas as noites. passa a ser a maior alegria e a maior tristeza .
ele . ele tem os olhos mais verdes, as mãos mais delicadas, o perfume que parece comestível. um dia o tempo passa, mas o relógio pára . pára tudo, não pára ele. o coração enche-se de vontades, que mais tarde são nada mais que saudades.
fica tudo feliz, felizmente, até o sorriso dá por si bastante contente. não há distâncias, não há impossibilidades, há desafios e proximidades. quanto mais exitântes mais seguros, mais unidos e convencidos de nós, um do outro.
ar cheio ? cheio de paixão, claro está ; cheio de promessas e outras dessas .

2 comentários:

Anónimo disse...

Adoro o teu blog! Escreves mesm muito bem, parabéns;)

filipa . disse...

margarida, és a pior xD